Comentário tardio sobre o Festival de Cinema do Paraná

No dia 28/10/2008, foi postado no Blog Central de Cinema, de responsabilidade do jornalista e “crítico” de cinema Paulo Camargo, uma nota da AVEC e da SIAPAR contestando algumas declarações da Ittala Nandi. Nos comentários temos algumas considerações do João, que por incrível que pareça está defendendo parciamente a Coordenadora da CINETVPR.

Ao meu ver, digo isso pessoalmente, o Festival poderia ter sido muito melhor do que foi. Poderia ter se evitado muitos furos se houvesse vínculo maior com a CINETVPR, em especial com o curso de cinema. Por exemplo, se houvesse uma melhor integração com os alunos, com certeza o Seminário Cinema Que Pensa teria sido mais proveitoso. Apesar das falas mal preparadas dos convidados, da falta de foco e do excesso de convidados, de ter sido desmarcado na sexta de manhã para que o filme Mistéryos tivesse a projeção arrumada, o Seminário foi a melhor coisa que aconteceu.  Valeu muito a pena e espero que seja tradição no Festival!

Quem não teve a mesma sorte foi a equipe do filme, que amargou uma projeção horrível e, mesmo com todo o frisson curitibano (com os amigos e parentes da equipe de produção do filme se expremendo pra ver o filme) que o filme criou, não conseguiu emplacar o prêmio do júri popular. Mistéryos tem muitos méritos e só levou um prêmio nesse festival, justamente o prêmio que não merecia que é o de melhor direção (o maior prêmio R$ 110.00,00). Mereceria o prêmio de melhor filme, melhor montagem, melhor música, melhor som, melhor fotografia, melhor ator, melhor atriz coadjuvante, mas na direção deixou a desejar. Tudo se sobressai no filme, menos a direção. Assisti o filme e não conseguir entrar nele, cheguei a dormir em algumas partes, o final foi enfadonho. Não foi agradável ficar 80 minutos vendo esse filme, parecia umas 3 horas de monotonia sem fim. Pretendo assisti-lo novamente, pra ver se mudo de opinião. Talvez o prêmio de melhor direção tenha sido dado para compensar esses furos e não por motivos políticos (para fortalecer o edital estadual de longa-metragem).

Por fim, tivemos um Festival que apesar de oferecer prêmios endinherados não conseguiu a projeção que pretendia. Infelizmente a escolha por prêmios fartos ou invés de qualidade no que é projetado na tela prejudica – e em muito – a continuidade do Festival.

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: